terça-feira, 27 de julho de 2010

Firmamento


Um dia achei que o mundo cairia sobre minha cabeça, noutro achei que carregava o mundo nas costas, não tinha o entendimento que o firmamento era sólido e quem fraquejava era eu.
Somente eu sou o responsável pelas coisas que acontecem na minha vida, cabe a mim fazer com que todos os dias sejam melhores.
Uma nuvem negra pairava sobre minha cabeça, mas foi embora, e foi embora porque fui capaz de compreender que eu tinha o poder de tirá-la. Minha motivação fez com que eu alterasse esses dias para dias de tranquilidade, dias felizes.
Vi que é possível mudar, alterar as perspectivas, brincar com as nuvens e somente enxergar bichos inofensivos esculpidos em meio a partículas de água, assim como fazia quando criança.
Sou responsável por fazer dos meus passos momentos bons, quero viver num eterno verão, com o sorriso no rosto e disposto em seguir sempre em frente.
O período obscuro que vivi, quando não via muita perspectiva de futuro, foi importante pra mim, quando se perde o teto se ganha um céu de estrelas, vi que recomeçar era fundamental e possível, mas foi essencial deixar a zona de conforto, deixar de dormir por longas noites só fez com que o sabor da vitória fosse ainda mais doce, não posso agora me contentar apenas por uma meta alcançada, tenho que me motivar e encarar novos desafios, é apenas o princípio.
Tudo que acontece comigo é porque eu permiti que acontecesse, hoje em dia quando alguém age de forma inesperada eu prontamente me pergunto, o que foi que eu fiz pra que esse alguém agisse assim. Parei de responsabilizar todo mundo por eu não ter uma vida perfeita. Meu jeito de moldar dias de Sol.

#Aerials - System of a Down

Um comentário:

Tamara Lacerda disse...

É que na verdade tudo passa um dia! Um clichê, eu sei. É o meu favorito! :D

(amei a imagem!)

beijo, Lu do mal.