sexta-feira, 23 de julho de 2010

Duas Dúzias

#Dexter Theme - Daniel Licht

Na calada da noite já não sinto mais a angústia.
Finda um ciclo da minha vida, mais uma vez os ponteiros do relógio dos meus dias voltam ao início. Duas dúzias de anos se passaram, consigo enxergar o enorme relógio com os três ponteiros voltados ao n° 12 novamente.
Ontem, fiz a matrícula na faculdade e enquanto assinava os documentos na secretaria me imaginei também me despedindo dessa etapa superada.
A ruptura aconteceu sem a menor dificuldade, não tenho saudade do tempo que perdi, não exerci o chamado ócio criativo. Minha produção foi abaixo daquilo que poderia dar.
O brilho dos meus olhos fora intenso nesse período que passou, vivi experiências únicas e mágicas. Porém me abati, e precisei demais dessa transformação.
Não tenho problemas em novamente falar sobre isso, porque a repetição é também um método de vigilância constante. Não cansarei de me dizer todos os dias, pra seguir a estrada e não parar com as pedras que porventura surgirem no caminho.
Me sinto forte agora, vibrante e pronto pra novos passos.
A rota está traçada. Tem ponto de partida e de chegada. Ela não aceita atalhos, é segura e calma, desde que eu mantenha o norte.
Toda vez que faço aniversário o que mais agradeço é o fato de ser também o aniversário da minha mãe, esse laço é eterno.
Um presente, milagres que só um ateu pode enxergar.
O momento pode até ser de festa, porém tenho que repetir comigo, esse é apenas o princípio do fim de mais um ciclo.
Mantenha o leme!

2 comentários:

Jân Bispo disse...

Congratulations, por ambas as conquistas, mais um ano, e pela matricula realizada rs... a verdade mesmo é que sempre devemos nos apegar as conquistas mas nunca esquecer das derrotas é uma forma inteligente de tomar sempre o devido cuidado para não perder sempre, afinal as pedas fazem parte da vida mais não é muito bom quando torna-se uma constante. rs... Sucesso e uma jornada magnanima ao desconhecido! abraços!

Tamara Lacerda disse...

E eu feliz por você também!